tipstim-crps-01-e

Tecnologia de ponta – o produto

A técnica de estimulação das pontas dos dedos utilizando tipstim® ajuda a melhorar os resultados da terapia de longa duração. Através da estimulação sensorial das extremidades dos dedos, o tipstim® origina processos de plasticidade nas áreas cerebrais responsáveis pela ativação da mão e dos dedos. Padrões de estimulação específicos – desenvolvidos ao longo de vários anos de pesquisa e estudos – são produzidos por um gerador de impulsos e aplicados diretamente nas pontas dos dedos, através de uma luva altamente sofisticada e de alta tecnologia (luva tipstim®).
A luva tipstim® é o primeiro produto do seu género, que utiliza um inovador material têxtil condutor e biocompatível, aprovado para fins terapêuticos. Fabricada com materiais de última geração, a luva tipstim® é muito confortável e facilmente ajustável.

A terapia é completamente indolor, sem efeitos colaterais e muito fácil de realizar. O paciente apenas necessita de colocar a luva, ligá-la ao gerador de impulsos e iniciar a terapia, uma vez por dia, durante 1 hora. O tratamento não requer qualquer tipo de atenção especial por parte do paciente. Devido ao tamanho reduzido do gerador de impulsos a terapia integra-se facilmente na vida quotidiana e nos cuidados domiciliares – mesmo nos casos em que a mobilidade está limitada. A terapia pode ser realizada em qualquer lugar, mesmo a caminhar ou durante atividades como ler ou ver televisão.

Indicações Médicas

O tipstim® está indicado para promover a melhoria das capacidades sensoriais e motoras quando há danos cerebrais resultantes de Acidente Vascular Cerebral (subagudo ou cca crónico, na escala de Rankin 0-3). Pode ser usado em pacientes com hemiparesia ou monoparesia depois dos danos cerebrais adquiridos (maioritariamente por Acidente Vascular Cerebral ou traumatismo craniocerebral).

tipstim® é adequado para pacientes com mais de 16 anos de idade e não tem limite superior de idade.

Critérios de exclusão:

  • Eletrohipersensibilidade
  • Défice cognitivo (em particular no caso de falta de colaboração do paciente)
  • Polineuropatia severa ou lesões no nervo periférico na região da extremidade afetada
  • Incidente de AVC nas duas últimas semanas
  • Implantes metálicos na área a ser tratada
  • Pacemaker
  • Epilepsia ou epileptogenicidade aumentada

Excelentes resultados – Elevado nível de eficácia

tipstim Brain Activation

Ativação cortical das áreas da mão antes e depois da estimulação das pontas dos dedos

Esquerda: antes da estimulação
Direita: 60 minutos após a estimulação

A eficácia comprovada de tipstim® resulta dos padrões de estimulação especialmente concebidos para um reforço efetivo dos processos de neuroplasticidade. Estudos clínicos demostraram que estes padrões especiais produzem alterações que conduzem a uma melhoria persistente das capacidades sensoriais e motoras dos pacientes. Ensaios clínicos randomizados e controlados por placebo, realizados em vários centros de reabilitação, demonstraram melhorias terapêuticas significativas dos défices sensoriais e motores em pacientes que sofreram Acidente Vascular Cerebral subagudo ou crónico. Ficou demonstrada uma recuperação superior em relação à terapia de reabilitação clássica usada isoladamente, principalmente nos défices sensoriais e nos défices das funções propriocetivas.

A terapia com tipstim®  é também altamente recomendável nos pacientes com AVC crónico.

Estudos de caso isolados mostraram que mesmo pacientes cujo insulto apoplético ocorreu já há alguns anos atrás, também beneficiam significativamente com esta terapia.

A terapia com tipstim® é eficiente, económica, agradável para o paciente e abre um novo caminho na reabilitação das vítimas de AVC.

Suporte Médico

medical effectiveness of tip stimulation
De uma forma geral, a reabilitação baseada na neuroplasticidade utiliza treino específico de tarefas e práticas intensivas para impulsionar os processos de plasticidade e de reorganização cerebral que restaurem o comportamento. Contudo, a informação somatosensorial aferente não é só crucial para o desempenho táctil e háptico mas também para o desempenho motor. Sabemos que capacidades sensoriais deficitárias dificultam a recuperação motora e, sendo assim, o desenvolvimento de abordagens adicionais e alternativas capazes de suplementar, reforçar ou até substituir os procedimentos convencionais de treino são, certamente, vantajosas.
Nos últimos muitos anos, o Neuroinformatics Institut da prestigiada Ruhr University Bochum tem vindo a investigar o potencial e a eficácia de abordagens terapêuticas com estimulação sensorial como alternativa ao reforço direto dos mecanismos de neuroplasticidade. Estimulação sensorial repetitiva aplicada durante semanas, em pacientes com danos cerebrais, conduz a uma melhoria persistentente da perceção tátil e do comportamento sensorial e motor.

A estimulação sensorial conduz a processos de neuroplasticidade nas áreas ativadas por esta estimulação. Como a reabilitação é baseada nestes processos de plasticidade, a estimulação sensorial permite uma modificação direcionada dos processos cerebrais e, portanto, alteração do comportamento humano.

Vários estudos mostraram que a estimulação sensorial induz, de facto, uma reorganização das áreas afetadas por um AVC, ou por outro dano cerebral, e também em redor dessas mesmas áreas. Esta reorganização facilitará a reativação do tecido cortical que ainda preserva alguma funcionalidade. Assume-se que a remodelação dos circuitos corticais resultante é impulsionadora da recuperação do comportamento.

Do ponto de vista médico, a persistência dos efeitos benéficos, a facilidade de aplicação e a amplitude de melhorias comportamentais, fazem da estimulação sensorial uma escolha primordial na intervenção e reabilitação de pacientes com danos cerebrais. Métodos de estimulação periférica
A utilização de TENS e EMS para apoio das funções musculares com o fim de melhorar o comportamento motor ou para tratar dor crónica, acaba também por afetar áreas periféricas como a pele ou o músculo esquelético. Em contraste, a estimulação das extremidades dos dedos com tipstim® utiliza a estimulação sensorial como um meio para interferir diretamente na atividade cerebral e nos mecanismos locais de neuroplasticidade. Neste sentido, a estimulação sensorial é a forma mais eficaz de interferir diretamente nos processos cerebrais para uma induzir local e especificamente a reorganização da plasticidade.
A estimulação das extremidades dos dedos utilizando tipstim® é um projeto de parceria entre o Institute of Neuroinformatics (Laboratório de Neuroplasticidade) da Universidade de Ruhr Bochum, o Departamento de Neurologia, BG-Kliniken Bergmannsheil da Universidade de Ruhr e as empresas Haynl Elektronik GmbH e BOSANA Medizintechnik GmbH.

Estudos e literatura

Estudo de referência:

J. C. Kattenstroth, T. Kalisch, M. Sczesny-Kaiser, W. Greulich, M. Tegenthoff and H. R. Dinse
Daily repetitive sensory stimulation of the paretic hand for the treatment of sensorimotor deficits in patients with subacute stroke: RESET, a randomized, sham-controlled trial
BMC Neurology, 9 January 2018

Mais estudos em PDF:Para fazer Download

Resumo dos resultados do estudo de referência:

Melhoria das funções sensoriais

Reabilitação clássica

*

Reabilitação clássica + estimulação das extremidades dos dedos

***

Melhoria das funções motoras

Reabilitação clássica

*

Reabilitação clássica + estimulação das extremidades dos dedos

***

Onde posso adquirir o tipstim®?

tipstim® is a brand new medical product which might not yet be available from a local dealer in your country.

Ministério dos Remédios, Unipessoal, Lda.
Travessa António Ferreira Pinto, 100
4470-016 Maia
Portugal

Telefone: 911 910 398
E-mail: info@mire.pt

O kit tipstim® inclui:

  • gerador de impulsos tipstim®
  • luva de alta tecnologia luva tipstim®*
  • cabo
  • 4 pilhas alcalinas x 1,5 V AA
  • Manual de instruções
  • Caixa de transporte e armazenamento

*a durabilidade da luva tipstim® é limitada a 100 aplicações (com duração de 1 hora por aplicação) ou 3 meses – o que ocorrer em primeiro lugar.